Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A vida de Sundays

A vida de Sundays

A pior espécie

Detesto os bajuladores, os lambe-botas, os que não aparecem para contribuir mas são os primeiros da fila quando se trata de ficar com os louros. Perdoem-me os exibidores, os "olhem para mim que estou aqui", os "não percebo nada desta merda mas vou dizer que sim, que fiz e aconteci, só porque é bonito e o que importa é parecer", perdoem-me, a sério, mas eu NÃO VOS SUPORTO.

 

É que nem sei lidar com a espécie. Há manual de instruções? Alguma espécie de "this always work"? Só me ocorrem estas opções:

 

1. responder na mesma moeda e aumentar ainda mais a fasquia do cinismo e da lambe-botice;

2. ir muito directa ao assunto e responder "who the hell cares?!" (seja via oral ou via comentário à foto mega in numa qualquer rede social)

3. mandar o ser para o lugar devido, o da ignorância.

 

Acredito piamente nesta última.

 

Aprendam, de uma vez: para fazer o bem não precisam de dizer que o fazem; para ser alguém não precisam de parecer; para ser felizes não precisam de mostrar. Depois admiram-se que eu não leve determinadas pessoas a sério, que não lhes permita aproximarem-se de mim. Pois não. E assim vai continuar.